AEROCITY
Terra, Lua, Vênus e Marte
Solaser, Rede Espelho Laser Solar é um sistema de energia, comunicação, navegação, transporte e defesa. Consiste em 5 níveis de satélites aeroespaciais inter conectados concêntricos auto-lançados/ auto-propelidos e 2 níveis de aeroships atmosféricos flutuantes: Anel Estacionário Solar, Anel Estacionário Lunar, Anel Geo Estacionário, Anel Geo Orbital, Anel Atmosférico Elevado, Anel Atmosférico Baixo Cabeado. Solaser é um Sandaeronet Aeroespacial feito de um Sandaeroship Aeroespacial. Solaser pode fornecer energia diretamente para veículos/residências/ empresas aero-aqua-terrestres fixas e/ou móveis.

Solaser pode proteger a Terra de asteroides, cometas, erupções solares, explosões de raios gama, aquecimento global, furacões, tornados, nevascas, ciclones, mísseis, aviões e artilharia. Também pode desabilitar humanos armados, aquecendo armas e cérebro a temperaturas não letais. Solaser pode fornecer energia diretamente para casas e veículos, com painéis solares convertendo fótons em elétrons; comunicação fotônica por espaço livre e fibra óptica; Navegação Lidar e Propulsão de Vela Espacial potencialmente até perto da velocidade da luz.

A temperatura da Terra pode ser controlada, evitando o aquecimento global ou eras glaciais. A temperatura de blocos de ar atmosférico pode ser controlada e manobrada, dispersando eventos climáticos catastróficos. Pratos côncavos de espelho/lente solar concentram os raios solares em ponto focal frontal, onde um espelho plano o reflete para o próximo satélite, concentrando e agregando feixes fotônicos para formar um Laser. Pratos no solo/atmosfera/espaço no lado claro da Terra/Planeta podem transmitir energia solar para o lado escuro e desitegrar/desviar asteróide, cometa, detrito espacial ou míssel/aeronave hostil detectado com radar/lidar.

Se um feixe de laser for dividido e enviado para locais diferentes, como 1/2 para a Terra e 1/2 para Lua, Vênus ou Marte, os fótons de feixes separados permanecerão entrelaçados por gravitons em órbita, a uma velocidade mais rápida que a da luz. Esse é um dos métodos para gerar comunicação interplanetária quase instantânea em tempo real via Gasers gravitônicos (os outros são por meio de solenoide ou toroide de um laser de espaço livre ou de fibra óptica), permitindo por exemplo o uso de Sandaeroprints (impressora 3D/ montadora) para produzir em massa Sandaerobots como um Robô Humano Remoto vendidos e controlados da Terra.

Solaser é também a base para um futuro Sandaerovator (Elevador Espacial) e Sandaerospace (Anéis Estação Espacial). A temperatura/radiação atmosférica e oceânica podem ser gerenciadas com Solaser, aumentando a adequação à vida na Terra e em qualquer lua ou planeta, incluindo Venus e Marte. Fissão nuclear, incluindo pequenos reatores de tório/sal fundido dos anos 60, é impopular, inseguro, ineficiente e obsoleto. O sol é um reator de fusão gratuito com distribuição a laser de baixo custo disponível, incluindo a re-ignição do plasma de hidrogênio em reatores planetários e de veículos.

Excesso de energia/calor/atmosfera/químicos/materiais de Vênus pode ser transmitido por laser ou transportado por Via-Vela Laser (nave espacial com vela-espelho envolta dentro do feixe laser) para a Terra, Lua e Marte. AEROFLORESTAS flutuantes aeropônicas venusianas podem reduzir temperatura do planeta e converter atmosfera de CO2 para oxigênio+nitrogêneo presente, com água extraida de vapor atmosférico. VÊNUS AERO CITY (Ven Acity), missão/colônia atmosférica Sandaeroship modular móvel na face escura de Vênus, deve ser executada antes de Marte porque tem um excedente de recursos, lucro superior e gravidade semelhante à da Terra.

Atraso de tempo de comunicação do feixe fotônico entre planetas/luas/estrelas pode ser superado pelo entrelaçamento, solenóide e/ou toróide de fótons gerando um feixe gravitônico (partículas Graviton se movendo a uma velocidade quase instantânea mais rápida que a luz) formando uma atualização do Solaser para uma Rede Quântica do Universo (UNIQUA) de feixes elétricos, fotônicos e gravitônicos. Uniqua irá possibilitar Robôs Humanos Remotos (RHR Sandaerobots) de operarem em tempo real inter planetas e luas.

TODOS podem ir a Vênus, Lua, Marte e qualquer lugar do Universo por meio de comunicação a laser (ou graver, feixe gravitônico quase-instantâneo) com um Robô Humano Remoto dependente (RHR Sandaerobot) e/ou Bio Clone independente (Sandaeroclone), desenvolvido por uma impressora cyber/bio 3D e Incubadora Fluida de Vida Permanente (http://www.mesistem.com/mesistem_022.htm), na Terra, na espaçonave ou mandado ao destino em uma vela-laser mini-nave e fabricado lá. Esta é a melhor maneira de levar TODOS para as estrelas-anãs-vermelhas/planetas potencialmente habitáveis mais próximas Alpha/Proxima Centauri/Proxima b (Constelação Centaurus), Ross-128/ Ross-128b (Constelação Virgo) e Trappist-1/Trappist- 1e (constelação Aquarius) são cerca de 4 anos-luz, 11 anos-luz e 40 anos-luz da Terra.

O Solaser é uma Rede Laser de Satélites Espelho Solar Sandaeronet que pode concentrar e transmitir energia do lado iluminado de Vênus para o lado escuro, Marte, Lua e Terra. Venus AeroCity e AeroFlorestas tem expansão modular móvel ilimitada, a 50-60 km de altitude no lado escuro de Venus. A Colônia de Vênus produzirá energia, grafeno, materiais, gases e químicos, transportados por laser para a Terra, Lua e Marte.

Fase 1: Módulos Sandaeroship Solaser / AeroCity / AeroForest construídos no chão.
Fase 2: Elevação do Solaser / Aero City / AeroForest a 20-30 km de altitude da Terra.
Fase 3: Elevação de 3/4 do Solaser e 2/4 do AeroCity/AeroForest para órbita geoestacionária.
Fase 4: Propulsão a Laser/Foguete de 2/4 do Solaser e 1/4 do AeroCity/Aero Forest para Vênus.
Fase 5: AeroCity/AeroForest móvel a 55km/27C/90%gravidade acompanhando lado sol posto de Vênus.
Fase 6: 1/4 Solaser segue o lado do sol poente de Vênus e 1/4 na órbita geo estacionária acima de AeroCity.

Adição de 3 módulos Solaser e 3 AeroCity/AeroForest permite enviá-los simultaneamente para Vênus, Lua e Marte e, em seguida, conectar os 7 módulos Solaser com um feixe de Laser Solar, refletido de Vênus para Terra para Lua para Marte para Vênus, formando uma rede de energia e comunicação. Como a gravidade da Lua e Marte é diferente da Terra/Vênus, os módulos móveis teriam uma configuração de rotação vertical Sandaerospace que pode flutuar em órbita espacial, ancorada por cabo ou por uma Sandaerotower no solo, como uma roda gigante, gerando força centrífuga adicional para adicionar gravidade aos módulos. Outra alternativa é a configuração GRASC, Gravidade Solenoide Cilíndrica (Sandaerograv), onde um cilindro giratório ou não, tem adicionalmente pressão atmosférica, magnética e gravitônica, gerando um escudo magnético e força gravitacional.

Life-Mini-Espelho-Laser-Naves como MBLS, MINIBAC-LIGHTSHIP, mini naves espelhadas para introduzir cianobactérias para transformar CO2 em O2, em Vênus, Marte, Titan, Enceladus e Proxima B, planeta mais próximo fora do sistema solar, no Sistema Alfa/Proxima Centauri, via Solaser Rodovia Laser Interestelar. Espera-se que os ventos estelares em Proxima B sejam muito mais intensos que os da Terra, necessitando de proteção de Satelites Espelho Solaser, antes de se formar uma atmosfera significativa.
SOL
LUA
TERRA
SOLASER
A Ball Lense
MARTE
VENUS
UNIQUA
SANDAERONET
SOLASER
Solar Laser Network
SANDAEROLASER
SANDAEROCITY
TITAN
PROXIMA B
Solaser Espaçovia Interestelar Laser
ENCELADUS
Laser Rocket Sandaeroship